MAPA DO SITE ACESSIBILIDADE ALTO CONTRASTE
CEFET-MG

Apresentação

Última modificação: Segunda-feira, 20 de junho de 2022

A Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação (DPPG) é o Órgão Executivo Especializado que planeja, desenvolve, coordena, monitora e avalia a execução das políticas de pesquisa e de pós-graduação na Instituição – Resolução CD 012/20, de 8 de abril de 2020 (estabelece a estrutura organizacional regimental do CEFET-MG).

A DPPG responsável pela proposição, implementação e acompanhamento dos cursos de Pós-Graduação stricto sensu e lato sensu, bem como da política de incentivos e das atividades de Pesquisa. Para realizar suas ações, conta com cinco coordenações gerais em sua estrutura organizacional:

Além dessas coordenações, o Comitê de Ética em Pesquisa do CEFET-MG (CEP/CEFET-MG), órgão interdisciplinar e independente, vincula-se  à DPPG. O CEP/CEFET-MG é constituído nos termos das normas do Conselho Nacional de Saúde do Ministério da Saúde (CNS/MS).

HISTÓRICO

As atividades de Pesquisa e Pós-Graduação no CEFET-MG iniciaram-se, efetivamente, ao final da década de 80, com a criação da Assessoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão (AEPEX).

A Pós-Graduação stricto sensu

As atividades da Pós-Graduação stricto sensu se iniciaram na Instituição a partir da aprovação do primeiro Curso de Mestrado pela CAPES, o Mestrado em Tecnologia. O Mestrado em Tecnologia foi instituído a partir de um convênio com a Loughborough University da Inglaterra. A partir de 1991, passou a dispor de infraestrutura e corpo docente próprios. Foi criada a área de concentração em Educação Tecnológica e, posteriormente, a área de Manufatura Integrada por Computador.

A expansão da nossa pós-graduação stricto sensu intensificou-se a partir do ano de 2005, com a recomendação pela CAPES de dois novos cursos de Mestrado: Educação Tecnológica e Modelagem Matemática e Computacional. Nos anos subsequentes, mais cinco propostas de cursos de Mestrado foram recomendadas pela CAPES: Engenharia Civil (2007); Engenharia da Energia CEFET-MG/UFSJ (2008); Engenharia Elétrica UFSJ/CEFET-MG (2009); Estudos de Linguagens (2009); Engenharia de Materiais (2010). Entre 2012 e 2013, foram recomendados pela CAPES os dois primeiros cursos de Doutorado: Modelagem Matemática e Computacional e Estudos de Linguagens. Nos anos seguintes, o CEFET-MG implementou o Mestrado em Administração (2015); Mestrado em Química (2016) – Programa Multicêntrico de Pós-Graduação em Química de Minas Gerais; Doutorado em Engenharia Civil (2017); Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional – PROFMAT (2017); Mestrado em Educação Profissional Tecnológica em rede nacional – PROFEPT (2019); Mestrado Profissional em Engenharia de Minas (2019); Mestrado em Tecnologia de Produtos e Processos (2019); Mestrado em Engenharia Mecânica (2019); Doutorado em Química (2019). Recentemente, teve início o o funcionamento do Mestrado Profissional em Automação e Sistema (2021). Dessa forma, em fevereiro de 2021, o CEFET-MG já contava com 14 Programas de Pós-Graduação stricto sensu.

A Pós-Graduação lato sensu

As atividades do Programa de Pós-Graduação lato sensu (PPG-LS) se inauguraram em 1988. Seu objetivo era implementar o Programa de Capacitação dos Docentes do Ensino Técnico (PCDET), destinado ao aperfeiçoamento de professores de todas as Escolas Técnicas e Agrotécnicas e Centros Federais de Educação Tecnológica brasileiros. Visava à otimização do desempenho profissional e, consequentemente, à melhoria da qualidade do ensino, tendo recebido apoio financeiro da CAPES, do CNPq e da SEMTEC. Esse programa foi ofertado até o ano de 1996.

Essa experiência representou a oportunidade de se estabelecer um padrão de procedimentos didático-pedagógicos, que orientam atualmente as políticas de oferta de cursos de Pós-Graduação lato sensu. No final da década de 1990, os cursos de especialização que compunham o PCDET foram abertos ao público geral.

Atualmente, o PPG-LS do CEFET-MG é constituído por um conjunto variado de cursos de especialização em diferentes áreas do conhecimento e distribuídos em todos os campi da Instituição. Como os cursos de especialização preveem uma interação estreita entre o Ensino e a Extensão, sua administração é realizada pelos órgãos a eles ligados.

Fomento à Pesquisa e Pós-Graduação

A política de Pesquisa e Pós-Graduação da DPPG está em consonância com a Política geral da Instituição e reitera, particularmente, o princípio da integração entre o Ensino, a Pesquisa e a Extensão.

Para alcançar as metas estabelecidas em seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), o CEFET-MG instituiu um conjunto de programas de apoio à pesquisa e pós-graduação para seus docentes e discentes, financiados com parte importante dos seus recursos orçamentários.